Notícias

Mais de cinco mil autos fiscais emitidos em 2019.

Trabalho da fiscalização terá incrementos neste ano. Uma das ações já foi feita no Tocantins

O balanço das fiscalizações promovidas pelo CRBM-3 ao longo de 2019 aponta 5 mil 425 autos fiscais emitidos, o que significa a quantidade de visitas realizadas em estabelecimentos de saúde e a profissionais. O volume é bastante superior ao registrado em 2018, quando 2 mil 896 autos foram lançados, ainda que naquele ano a metodologia de contagem tenha sido diferente.

No entanto, adianta a Gerência de Fiscalização, o incremento demonstra a eficiência do trabalho planejado para o ano, a partir do cumprimento de cronogramas e itinerários para cada região (veja quadro). Muitas denúncias chegaram ao CRBM-3 por telefone ou e-mail e todas foram verificadas.

Tocantins

Recentemente, a cidade de Araguaína, no estado do Tocantins, foi um dos pontos de fiscalização concentrada, especialmente, nos Laboratórios de Análises Clínicas. Adda Cutrim, fiscal biomédica, explica que a segunda maior cidade do estado ainda possui escassez de biomédicos nas áreas de Estética e de Imagem, o que merece atenção da fiscalização para evitar que profissionais irregulares preencham essa lacuna.

"Nosso primeiro objetivo foi orientar os profissionais e donos dos estabelecimentos de saúde. Ficamos satisfeitos em perceber que a maioria deles tem o conhecimento das Resoluções", acrescenta Adda. Para dar mais ênfase às ações, a fiscalização do CRBM-3 se reuniu com representantes da Vigilância Sanitária para discutir sobre a situação de postos de coleta e clínicas em Araguaína. "Muitos postos encontram-se irregulares e há clínicas de estética sem responsáveis técnicos", adianta. O CRBM-3 acompanhará essas situações.

2020

As ações de fiscalização serão intensificadas pelo CRBM-3 em 2020. O objetivo é assegurar, principalmente, que profissionais exerçam a profissão de forma regular. As fiscalizações noturnas também terão continuidade. Há sete anos o CRBM-3 realiza essas ações com foco nos estabelecimentos de saúde que trabalham em regime de plantão. É uma forma de trazer ainda mais segurança à saúde da população que busca atendimentos de urgência e emergência em unidades públicas ou particulares.

Screenshot 2